24 maio 2017 às 10:09 am

Capitão Wagner protocola pedido de impeachment de Camilo Santana

Deputados que fazem oposição ao governo de Camilo Santana (PT) na Assembleia Legislativa do Cearáprotocolaram nesta terça-feira (23) um pedido de impeachment do governador por crime de responsabilidade e crime eleitoral. O requerimento assinado pelo deputado Capitão Wagner (PR) é baseado nas denúncias levantadas na delação premiada do empresário Wesley Batista da JBS que cita repasse de R$ 20 milhões para campanha do petista em 2014.

A denúncia foi encaminhada para a presidência da Assembléia e, para tramitar na Casa, precisa ser aceita pelo presidente Zezinho Aguiar (PDT), aliado de Santana. O pedido de deposição de Camilo Santana é endossado por parlamentares de diversas siglas, como Roberto Mesquita (PSD), Odilon Aguiar (PMB), Fernanda Pessoa (PR) e Leonardo Araújo (PMDB).

Para a base governista, o pedido de impeachment não se justifica. “Não tem o menor embasamento jurídico. O próprio empresário disse que o governador Camilo Santana não participou em momento nenhum de qualquer conversa. Isso aí  [o pedido] é do exercício da oposição mais insensata”. Confira posicionamento do parlamentar Dr. Sarto (PDT): 

Delação premiada

Wesley Batista afirmou que o ex-governador Cid Gomes recebeu propina de R$ 20 milhões para bancar a campanha do petista, mas disse que “nunca esteve” com Camilo Santana. O repasse  dinheiro teria sido mediado pelo secretário de Estado, Arialdo Pinho e por Antônio Balhmann.

Fonte: Verdinha.com.br

O que achou disso?