23 set 2017 às 11:54 am

Cunha Lima reafirma posição pela investigação de atos de Temer

Pedro-1200x480

O deputado federal Pedro Cunha Lima, do PSDB-PB, informou que continua se posicionando a favor da abertura de investigação de atos do presidente Michel Temer (PMDB). Os integrantes da bancada federal paraibana divergem sobre a nova denúncia contra Temer que deve começar a tramitar na próxima semana na Câmara, conforme um levantamento feito pelo jornal “Correio da Paraíba”. André Amaral, por exemplo, vai votar contra a denúncia. O peemedebista, que ascendeu à titularidade com a renúncia de Manoel Júnior para assumir a vice-prefeitura da Capital, defende o ponto de vista de que Temer responda por denúncias após o término do mandato de presidente, para não atrapalhar o processo de recuperação do país.

– A política passa por momento conturbado, mas de todos os momentos conturbados que já passamos esse é o mais arrefecido (sic). O presidente Michel Temer, na primeira votação, mostrou força no Congresso. A esperança que temos é a de um novo Brasil, que está na frente e em que as coisas estão voltando a acontecer, a partir do reaquecimento da economia – teoriza o deputado André Amaral. Ele enfatiza, ainda, que a rigor não há de novo na segunda denúncia apresentada contra Temer e que não foi lida na sessão de ontem da Câmara por falta de quorum. Entende que é uma denúncia requentada, “fruto do interesse de alguns grupos e setores em desestabilizar um governo que vem propondo as transformações exigidas pelo Brasil”.

Pedro Cunha Lima, todavia, disse que sua posição pela investigação é uma tentativa de contribuir para elevar o rigor da democracia em relação aos governantes. E aduziu: “Fui favorável ao impeachment da presidente Dilma Rousseff, votei a favor da cassação do deputado Eduardo Cunha, ex-presidente da Câmara, e agora sou favorável à investigação contra Temer”. De acordo com ele, há uma sincronia nas atitudes que tem tomado em face do atual momento político-institucional, mas Pedro observou que o PSDB não cogita fechar questão em torno da votação da denúncia que tem como alvo o presidente da República.

O deputado Efraim Morais Filho, do Democratas, líder na Câmara, declarou que está na ala dos indecisos. Pontuou que há vulnerabilidade e fragilidade neste momento em que a Casa recebe a nova denúncia contra o presidente Michel Temer e acrescenta que a base governista não está coesa. O parlamentar, não obstante, ressaltou que o seu partido fará uma análise minuciosa baseada na Lei, nos fatos e nas provas. E arrematou: “A análise tem que ser com base nas convicções. Não podemos deixar que qualquer insatisfação pese numa hora de avaliação como esta. Por isso, a avaliaçãao tem que ser minuciosamente criteriosa”.

Fonte: Os Guedes

O que achou disso?