14 mar 2020 às 7:10 pm

Em 24 horas, RN registra chuvas de até 143 milímetros

Chuva em Natal — Foto: Igor Jácome/G1

O Rio Grande do Norte teve chuvas de até 143 milímetros entre às 7h da manhã da quinta-feira (12) e 7h desta sexta-feira (13), segundo dados da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Estado (Emparn). As maiores precipitações aconteceram no município de Baía Formosa, na região Leste potiguar, seguido por Parnamirim (137,2 mm) e Natal (135 mm).

Chuvas fortes também foram registradas no Oeste. Em Tibau e Campo Grande, foram 83 mm e em Ipanguaçu, 78,5 mm. Na região Agreste, Parazinho e Vera Cruz registraram respectivamente 73,5 e 58,4 mm.

As chuvas geraram problemas nas cidades com maior densidade populacional. Em São Gonçalo do Amarante, um menino de 9 anos morreu atingido por um muro que desabou.

Em Parnamirim, as chuvas derrubaram muro de um cemitério e a água acabou “cavando covas” e deixando caixões à mostra. Um corpo acabou saindo do caixão.

Na capital, foram registrados casos de transbordamento de lagoas de captação e alagamentos de casas na Zona Norte. O trânsito da cidade também ficou lento em avenidas importantes e semáforos chegou a quebrar.

Na Zona Sul, o muro de um prédio com 70 apartamentos desabou e a água levou terra para dentro do estacionamento, atingindo veículos. Ninguém ficou ferido.

Confira abaixo as chuvas nos municípios do Rio Grande do Norte:

Região Leste

Baía Formosa – 143 mm
Parnamirim – 137,2 mm
Natal – 135,1 mm
São Gonçalo do Amarante – 129,6 mm
Extremoz – 119,5 mm
Pedra Grande – 81 mm
Espirito Santo – 62,9 mm
Goianinha – 56,5 mm
Montanhas – 47,2 mm
Ceará-Mirim – 40 mm

Oeste potiguar

Tibau – 83,4 mm
Campo Grande – 83 mm
Ipanguaçu – 78,5 mm
Campo Grande – 68,5 mm
Martins – 67 mm
Carnaubais – 52 mm
Umarizal – 46 mm
Alto do Rodrigues – 42 mm
Grossos – 35,7 mm
Paraú – 32,3 mm
Pendências – 27 mm
São Rafael – 27 mm
Lucrécia – 25,4 mm
Caraúbas – 24,5 mm
Areia Branca – 22,6
Itajá – 20 mm
Serrinha dos Pintos – 20 mm
Janduís – 17 mm
Assu – 16,3 mm
Encanto – 15 mm
Rodolfo Fernandes – 14,9 mm
Olho D’agua Dos Borges – 13,1 mm
Viçosa – 12 mm
Mossoró – 9,4 mm
Upanema – 7,2 mm
Paraná – 7 mm
Patu – 7 mm
Pilões – 6,3 mm
Venha Ver – 6 mm
Itaú – 5 mm
São Francisco do Oeste – 4,8 mm
Felipe Guerra – 4 mm
Serra do Mel – 4 mm
Portalegre – 2,5 mm
Riacho da Cruz – 2,5 mm
Messias Targino – 2,3 mm
João Dias – 0,2 mm

Região Central

Caicó – 47,1 mm
São Bento do Norte – 42,2 mm
Jardim de Angicos – 36 mm
São João do Sabugi – 22,5 mm
Jardim do Seridó – 21,3 mm
Acari – 20,9 mm
Pedro Avelino – 19,5 mm
Serra Negra do Norte – 17,1 mm
Santana do Seridó -16 mm
São Fernando – 16 mm
Timbaúba dos Batistas – 14 mm
Fernando Pedroza – 8,9 mm
Macau – 6,5 mm
Cerro Corá – 6 mm
Santana do Matos – 4,1 mm
Parelhas – 3,9 mm
Caiçara do Rio dos Ventos – 3,8 mm
Guamaré – 3,8 mm

Região Agreste

Parazinho – 73,5 mm
Vera Cruz – 58,4 mm
Monte Alegre – 57 mm
Bom Jesus – 42,6
Monte das Gameleiras – 35 mm
Rui Barbosa – 32,6 mm
São Pedro – 32 mm
Santa Maria – 27 mm
Nova Cruz – 24 mm
Bento Fernandes – 23,2 mm
São Paulo do Potengi – 23 mm
Santo Antonio – 22,5 mm
São Bento do Trairi – 19,9 mm
São Tomé – 17,5 mm
Japi – 17,1 mm
Coronel Ezequiel – 6 mm
Tangará – 4,7 mm
Sitio Novo – 1,5 mm

Fonte: G1 RN 13/03/2020 11h53

O que achou disso?