24 maio 2017 às 10:52 am

Mais de 50 clubes e ligas entra com ação na Justiça e pedem ‘cabeça’ de presidente da Federação

Por falta de prestação de contas por parte do presidente da Federação Paraibana de Futebol (FPF), que tem como presidente Amadeu Rodrigues, quase 50 clubes, entre profissionais e amadores, além das ligas desportivas, inclusive de Sousa e Cajazeiras deram início a um procedimento administrativo para cobrar o destino de quase R$ 2 milhões repassados pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), bem como de outras receitas financeiras. A informação foi confirmada a redação do Diário do Sertão nesta terça-feira (23), pelo vice-presidente da FPF, o advogado e desportista Nosman Barreiro Paulo.

Um dos times que está entre os que pedem a ‘cabeça’ do presidente do FPF é o Cruzeiro de Itaporanga, no Sertão da Paraíba.

De acordo com Nosman após quatro meses que corria o procedimento administrativo, o presidente não deu nenhuma resposta, o que gerou uma ação judicial em uma Comarca de João Pessoa, onde clubes e ligas cobram prestações de contas dos anos de 2015 e 2016.

“No caso de irregularidade constatada nas prestações de contas, nesta ação está pedindo o afastamento do presidente”, esclareceu Nosman Barreiro.

Ele explicou que segundo o estatuto e a Lei Pelé tem-se que prestar contas todo ano a CBF, que é feita da seguinte forma: É exigido um parecer de um auditor particular, que deve ser aprovado por um conselho da federação, composto por sete membros e por último é levada a uma assembleia geral para os clubes aprovarem.

Entenda
O vice-presidente rompeu com Amadeu Rodrigues e um dos motivos seria por não concordar com sua forma de gerir os destinos da federação.
Fonte: Diario do Sertão

O que achou disso?