5 maio 2020 às 6:09 pm

Morre Ciro Pessoa, cofundador dos Titãs, aos 62 anos

(foto: Reprodução/arquivo pessoal)

Morreu, na madrugada desta terça-feira (5/5), Ciro Pessoa, membro fundador da banda de rock Titãs. Branco Mello, ex-companheiro de banda do compositor, confirmou a morte do artista. Segundo a ex-esposa, ele lutava contra um câncer e acabou contraindo a Covid-19 em uma das vezes que teve que ir ao hospital para o tratamento.

“Estou profundamente triste com a partida nessa madrugada do meu irmão,músico, poeta e primeiro grande parceiro, Ciro Pessoa”, lamentou Branco Mello no Instagram. “O corpo será cremado e assim que essa fase chegar ao fim faremos um grande show em sua homenagem, pois é isso o que ele queria”, escreveu a ex-mulher do cantor Isabele Johansen em postagem do Facebook.

Ciro Pessoa é o responsável por algumas das principais canções dos Titãs. Sonífera Ilha e Homem Primata foram escritas pelas mãos do artista que tem mais de 100 composições registradas contando a banda de rock de sucesso e outros projetos. “Foi dele a ideia de reunir os amigos compositores no começo dos anos 1980 para fazermos uma banda de rock. E assim formamos os Titãs”, conta Branco em homenagem feita ao amigo no Instagram.

Em 1983, Ciro Pessoa optou por sair dos Titãs. Rumando novos caminhos, o guitarrista teve inúmeros projetos musicais. Passou pelo rock gótico com a banda Cabine C, até o pop-rock no último grupo Flying Chair. Compôs músicas tocadas pelo IRA!, teve algumas fases de carreira solo, fez parte da criação da trilha sonora do longa Oceano Atlantis de 1993 e chegou a escrever um álbum de música conceitual infantil ao lado de Branco Mello.

View this post on Instagram

Estou profundamente triste com a partida nessa madrugada do meu irmão,músico, poeta e primeiro grande parceiro,Ciro Pessoa . Foi dele a idéia de reunir os amigos compositores no começo dos anos 80 pra fazermos uma banda de rock .e assim formamos os Titãs . Siga em paz querido Ciro . Descansa meus olhos, sossega minha boca ,me enche de luz …

A post shared by Branco Mello (@brancomello) on

View this post on Instagram

…e as notícias ruins não cessam, não param de chegar, a cada manhã um golpe, a destruição do que foi construído, as mortes em sucessão velocíssima. Acabo de saber da morte de Ciro Pessoa, membro importante na formação dos Titãs, amigo constante de convivência e conversação na época. São Paulo era nossa cidade, espaço-lugar para nossa criação e trânsito. Frequentávamos a padaria CPL, ali na João Moura; Ciro sempre com seu casaco verde de brim, Jornal da Tarde embaixo do braço. Ensaiávamos todos os dias e juntos fazíamos os backing vocais: eu, Ciro, Branco, Paulo, Arnaldo, Britto. Algumas das músicas mais emblemáticas dessa fase do nosso repertório tinham sua participação: Sonífera Ilha, Baby Índio, Homem Primata, Dona Nenê. Outras, nunca gravadas, mas tocadas em todos os buracos onde nos apresentamos, fazem parte do ideário new-wave que marcou a pré-história do que vieram a ser os Titãs no Iê-iê: Lilian, a Suja; Johny Cristel… Ele se foi, a vida continua, a música é eterna, e a tristeza me invade. Ciro Pessoa, pessoa única, marcou minha vida.

A post shared by Nando Reis (@nandoreis) on

View this post on Instagram

Compartilho com @brancomello essa tristeza #Repost @brancomello with @get_repost ・・・ Estou profundamente triste com a partida nessa madrugada do meu irmão,músico, poeta e primeiro grande parceiro,Ciro Pessoa . Foi dele a idéia de reunir os amigos compositores no começo dos anos 80 pra fazermos uma banda de rock .e assim formamos os Titãs . Siga em paz querido Ciro . Descansa meus olhos, sossega minha boca ,me enche de luz …

A post shared by Arnaldo Antunes (@arnaldo_antunes) on

View this post on Instagram

Hoje perdemos Ciro Pessoa, amigo querido e membro da formação original dos Titãs. Muito triste com tudo isso…

A post shared by Sérgio Britto (@sergiobritto_oficial) on

Fonte: Correio Braziliense postado em 05/05/2020 12:27

O que achou disso?