30 jan 2019 às 10:45 am

Paraibano é condenado por tentativa de estupro de criança nos EUA

Vítima tinha seis anos de idade na época do crime (Foto: Reprodução/Marcos Santos/USP Imagens)

O comerciante paraibano Rafael Di Lorenzo Neto, de 39 anos, foi condenado nessa segunda-feira (28) a 20 anos de prisão por tentativa de estupro e tentativa de abuso sexual contra uma menina de seis anos no estado da Flórida, nos Estados Unidos. A sentença, que determinou que a pena seja dividida em 10 anos no regime fechado e 10 no condicional, foi dada através de um acordo firmado entre o réu e a promotoria no condado de Orange, apontado pela acusação como local do crime.

Segundo o advogado da família do condenado, Reinaldo Muribeca, Rafael foi preso em 2017, no condado de Harris, em Houston, no estado do Texas, quando retornava aos EUA para regularizar o Green Card (visto permanente de imigração concedido pelas autoridades daquele país).

“Ele foi detido ainda no aeroporto e não sabia que estava sendo investigado”, disse Muribeca, que acrescentou que o crime teria ocorrido também em 2017, tendo sido investigado apenas por autoridades americanas, sem a participação da polícia brasileira. O jurista não obteve detalhes de como a denúncia foi formulada contra Rafael.

“Após ser preso, ele relutava muito para fazer esse acordo, sempre alegou inocência e o processo é carente de provas, ficando a palavra dele contra a da vítima. Mas, como as leis da Flórida são bastante rígidas para crimes de natureza sexual, ele poderia ter sido sentenciado a prisão perpétua ou até pena de morte. A família, então, pediu que ele repensasse e optasse pelo acordo”, detalhou o advogado.

Reinaldo Muribeca comentou ainda que, passados os 10 anos de cumprimento de pena em regime fechado, é provável que Rafael seja deportado para o Brasil já que não regularizou a cidadania americana.

Fonte: Portal Correio

O que achou disso?