6 jun 2017 às 4:14 pm

Quem ficou com os outros R$ 70 milhões?

A PF apontou que Henrique Eduardo Alves faturou R$ 7 milhões em propina com a construção do Arena das Dunas, que foi erguida durante o governo Rosalba Ciarlini com um sobrepreço de quase R$ 500 milhões, sendo que R$ 77 milhões entraram pelo ralo.

E este rombo só ficou em R$ 77 milhões porque o Tribunal de Contas do Estado descobriu o rombo e levou ao conhecimento do Ministério Público Federal, que pediu o fim do repasse dos recursos dos recursos públicos para a OAS, que fez o ARENA.

No relatório (veja AQUI), o TCE aponta claramente que a ex governadora Rosalba Ciarlini, hoje prefeita de Mossoró, era a responsável pelo rombo nos cofres publicos com a construção do Arena das Dunas. O rombo se deu da seguinte forma.

Primeiro a OAS pegou 400 milhões emprestados no BNDES, segundo investigação da Lava Jato, com interferência de José Agripino, mediante propina, e construiu o Arena das Dunas. Para tanto, OAS exigiu um contrato com o Estado.

Neste contrato, previa que o Estado teria que ficar repassando R$ 11 milhões (valor corrigido) por 11 anos para a OAS fazer a manutenção do ARENA. Depois mais 3 anos de R$ 2,7 milhões. Ao final de 20 anos, o Arena retorna aos domínios do Estado.

Ao final destes 14 anos repassando recursos para a OAS, o Estado já teria pago algo próximo de R$ 1,5 bilhão. Deste valor, os técnicos do TCE descobriram que havia um sobrepreço de quse R$ 500 milhões. O TCE reagiu junto com o MPRN e MPF.

Apesar da ação ter sido relativamente rápida, a Justiça Federal estancou a sangria de recursos publicos quando já tinha ido pelo ralo R$ 77 milhões. Restou saber quem estava sendo beneficiado com estes recursos do sobrepreço.

Agora restou claro na investigação da Polícia Federal que Henrique Alves teria ficado com R$ 7 milhões.

Quem ficou com os outros R$ 70 milhões???
Fonte: Mossoró Hoje

O que achou disso?