18 dez 2019 às 9:30 pm

Fortes ventos derrubam casas, postes, arrancam árvores e causam pânico no Vale do Piancó

Casas foram destruídas durante a ventania (Foto: reprodução)

Uma ventania acabou assustando moradores da zona rural de Santana dos Garrotes, na região do Vale do Piancó, durante o final da tarde desta teça-feira (17).

Os fortes ventos duraram poucos minutos mais foram o suficiente para deixar estragos. Casas foram destruídas, postes de energia elétrica caíram e árvores foram arrancadas.

Imagens feitas pelos moradores mostram o rastro de destruição que os ventos deixaram. Apesar do susto, ninguém se feriu.

Ainda nesta semana, uma casa no distrito Pitombeira de Dentro teve todo o seu telhado arrancado com uma ventania.

Árvores foram arrancadas pela raiz (Foto: Reprodução)

O vento é o fluxo de gases em grande escala. Na superfície da Terra, o vento consiste no movimento de ar em grande quantidade. No espaço sideral, o vento solar é o movimento através do espaço de gases e partículas carregadas emitidas pelo Sol, enquanto que o vento planetário é a desgaseificação de elementos químicos leves a partir da atmosfera de um planeta em direção ao espaço. Os ventos são geralmente classificados de acordo com a sua escala, rapidez, tipos de forças que os provocam, regiões em que ocorrem e com o seu efeito.

O fenômeno meteorológico surpreendeu os sertanejos, já que ele não veio acompanhado de chuvas.

PREVISÃO DE CHUVAS

Segundo informações do físico Rodrigo Cézar Limeira para o Diário do Sertão, as chuvas vão voltar a cair no Sertão e Alto Sertão, em alguns momentos serão esparsas em outros serão isoladas, entre os dias 17 e 30 de dezembro.

“As cidades como Patos, Sousa, Pombal, Cajazeiras e o Vale do Piancó poderão registrar pelo menos uma chuva nesse intervalo de dias considerado”, afirmou ele.

Fonte: Diário do Sertão
Por Campelo Sousa 18/12/2019 às 16h29 • atualizado em 18/12/2019 às 17h03

O que achou disso?