29 jun 2017 às 11:57 am

Renan cita prisão de Henrique Alves em bate-boca com Garibaldi Filho

Dois ex-presidentes do Senado e integrantes do PMDB bateram boca nessa terça-feira (27) no plenário da Casa Legislativa, causando animosidade na bancada governista.

A discussão ficou acalorada quando Garibaldi Filho (PMDB-RN) cobrou de Renan Calheiros (PMDB-AL) coerência, afirmando que “liderança não se impõe, não ameaça” e que ele precisava se afinar com a linha política traçada para a bancada, em relação ao projeto de Reforma Trabalhista.

Como resposta, Renan destacou que compreendia a provocação de Garibaldi, citando que o ex-ministro, ex-presidente da Câmara Federal Henrique Alves (PMDB), primo de Garibaldi, estava preso por “integrar uma quadrilha, uma quadrilha”.

“Eu compreendo a provocação do senador Garibaldi. Não é a primeira vez, não será a última vez. Eu compreendo o estado de espírito do senador Garibaldi Alves”, ironizou Renan Calheiros.

Garibaldi não se calou: “Senador, senador, o senhor não pode se referir ao ex-ministro Henrique Eduardo Alves dessa maneira…”

O presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), interveio no confronto ao avisar que estava encerrando a sessão.

Fonre: Mossorohoje.com.br

O que achou disso?